Denial of Light - The Terminal Hour We All Fade


Há tempos tivemos a honra de fazer uma entrevista com o DENIAL OF LIGHT aqui no nosso espaço. E agora, novamente voltamos a falar desta banda, ou melhor, desta One Man Band que executa um Doom/Death Metal extremamente denso, pesado, soturno e que é, com toda certeza, um dos melhores representantes nacionais neste estilo.

“The Terminal Hour We All Fade” foi lançado em 2019 de forma digital até o presente momento. É o primeiro Full do projeto e foi totalmente concebido, pensado e executado por Arthur Ferreira. Não há como negarmos que este músico fez um trabalho incrível nesta obra. São 10 composições de muito peso e energia que fazem qualquer fã de Doom Metal ficar impressionado.

De cara o trampo já é marcante no aspecto visual. A capa, sob a autoria do americano Brian D’Agosta, é impactante e já mostra um pouco do que é a proposta sonora. Trata-se do rosto de uma pessoa desfalecendo, caindo no esquecimento, se desfazendo aos poucos. É um conceito bastante deprimente e até mesmo perturbador para se falar da morte. E é assim que a musicalidade da obra caminha.

Iremos encontrar riffs fortes, bons solos, vocalizações guturais e agressivas, toques melancólicos e, acima de tudo, um som que irá soar “sujo”, carregado, profundamente sombrio. Não traz o ritmo bastante lento conforme grande parte das bandas do estilo, mas carrega uma atmosfera macabra e sinistra.

Seguem alguns destaques musicais: “Borderliner” (a melhor do álbum) começa lenta e com uma voz feminina e logo depois já fica pesadona; “In Silence We Decay” traz riffs cheios de vigor e melancolia; “The Terminal Hour We All Fade”, a faixa título e a última composição do álbum, tem uma sonoridade lenta e depressiva e que é drasticamente quebrada com violência e rapidez, além de ser carregada por vocais intensos e desesperados. 

Quando a obra termina, o ouvinte percebe que se trata de um trabalho digno e cheio de respeito até mesmo para aqueles que não são fãs do gênero. Não se limita a seguir as regras do estilo apenas. Vai além disso. É seriamente um candidato aos melhores álbuns do ano. Recomendado aos amantes do Doom Metal e aos apreciadores de melodias soturnas, mórbidas, densas, melancólicas e intensas.

Nota – 10

Banda: Denial of Light
País de Origem: Brasil
Título do álbum: The Terminal Hour We All Fade
Ano: 2019
Estilo: Doom/Death Metal
Gravadora: Independente

Line-up:

Arthur – Vocal e demais instrumentos

Faixas:

1. Denial
2. Borderline
3. Morphine
4. Amidmost Praises
5. No Will to Strive
6. In My Pale Heart
7. Never Ending Strain
8. In Silence We Decay
9. Within Derelict Walls
10. The Terminal Hour We All Fade

Sites:







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MIRZA

GOSOTSA - O Sol tá Maior III

Maledettos