Postagens

Mostrando postagens de 2019

Sagrav

Imagem
É com muita honra e satisfação que recebemos mais um grupo de peso aqui no VIOLENT NOISE. Desta vez conversamos com Prota Vargas, baixista do SAGRAV, quarteto de Chapecó que executa um Thrash Metal vigoroso e cheio de energia. Eles acabaram de lançar “Kingdom of Chaos”, o primeiro Full. Nessa conversa rápida, Vargas nos falou um pouco sobre o novo álbum, as mudanças de formação, o cenário musical de Chapecó, os planos futuros e outras particularidades.
Confiram a entrevista e vamos apoiar o nosso Underground. Demais detalhes também podem ser obtidos no Facebook oficial do grupo.
Apreciem e prestigiem!
Como surgiu a ideia de montar a banda?
Prota Vargas: Em 2011 enceramos as atividades da minha banda anterior, a SPHARION. Era uma banda de Metal tradicional com influência de MAIDEN, DIO, METALLICA, nessa linha. Então fiquei um tempo sem banda, só fazendo uns barulhos por aí, sem muita objetividade. Entre 2012 a 2015, eu morava em uma casa relativamente grande e fiz uma sala de ensaios em …

Serpent Rider - Pour Forth Surquidous

Imagem
Banda americana que acabou de lançar essa demo com duas excelentes composições. A gravação é de boa qualidade e o quarteto executa um Heavy Metal tradicional que em um ou outro momento flerta de leve com o Doom Metal. Riffs precisos e muito bem executados, doses de melancolia e a potente e belíssima voz de Nick Varsamis são os pontos mais fortes deste trabalho. Fãs do estilo e apreciadores da sonoridade do grupo devem ficar atentos ao Full que futuramente poderá ser lançado. Grupo promissor. – Nota: 9
Faixas:
1. Portent of Doom 2. Pour Forth Surquidous
Facebook Bandcamp


Föxx Salema - Rebel Hearts

Imagem
Vinda de Bragança Paulista, interior de SP, FÖXX SALEMA é uma vocalista que trabalha de forma independente há mais de 20 anos. Formou sua banda em 2013 e é uma das pioneiras no mundo do Metal como transgênera brasileira. Lançou dois Singles e em 2019 saiu “Rebel Hearts”, o seu primeiro Full. E fez um trabalho com bastante capricho, tanto na sonoridade quanto na apresentação.
O álbum se preocupa em trazer um Heavy Metal com uma pegada oitentista, passagens melodiosas e letras que abordam suas experiências pessoais, tanto sociais quanto políticas. Mais do que um som pesado e agressivo, o ouvinte está diante de um trabalho em que, nitidamente, pode perceber um planejamento e cuidado na elaboração.
O trampo é relativamente curto. Ao todo são 8 composições com um total de 25 minutos de duração. Músicas diretas, precisas e fortes. Os maiores destaques ficam a cargo dos excelentes riffs de guitarra, os solos com doses de melodia e, principalmente, as vocalizações de Föxx. Dona de uma voz que …

Cosmic Rover - Spitting Fire

Imagem
Eis que finalmente é lançado o tão aguardado “Spitting Fire”, o primeiro Full do COSMIC ROVER. Um verdadeiro presente aos amantes do Rock pesado e principalmente aos admiradores do Stoner Metal. E é fato que este trio vem sendo muito bem recebido e comentado no Underground nacional, e não é para menos. Os rapazes mandam bem demais, pois reúnem peso e técnica resultando em uma sonoridade agradável e competente.
Em maio de 2018 eles lançaram o primeiro EP, cujo título leva o nome do grupo. Ali já deram claros sinais do que seria o Full de estreia. E assim foi feito. “Spitting Fire” é um álbum com 10 composições pesadas, marcantes e diretas. A cozinha instrumental é precisa e se destacam os solos de guitarra impecáveis executados por Rick Rocha, o baixo forte e vibrante de Rodrigo Felix, além das vocalizações rasgadas e potentes de Edson Graseffi.
Em geral as músicas não são longas e os principais destaques vão para as seguintes composições: “Our Tattoos”, maravilhosa faixa de abertura qu…

Funérarium - Abyssal Addiction

Imagem
Definitivamente Kardec, a mente que comanda o FUNÉRARIUM, é uma máquina de fazer composições. Novamente essa One Man Band da França está presente em nosso espaço. Ela retorna com mais um Single e já anuncia o lançamento do seu terceiro Full de 2019. “Abyssal Addiction” segue a fórmula do estilo: riffs de guitarra distorcidos e bem pesados, vocais extremamente guturais, doses de melancolia. Infelizmente a composição não apresenta solos de guitarra, o que poderia valorizar ainda mais a obra. Prestem a devida atenção neste projeto. Vai ainda dar muito que falar. Black Metal Atmosférico recomendado aos fãs do gênero. – Nota: 8
Faixas:
1. Abyssal Addiction
Facebook Bandcamp


Tranquillizer - Prolog

Imagem
Não tem jeito. Alemanha é um dos celeiros mais promissores para as bandas de Metal. Seja Heavy Metal, Death, Thrash ou qualquer outro gênero. Disso não há como discordar. E é deste país que vem o TRANQUILLIZER, quarteto que faz um Melodic Death/Black Metal muito técnico e bem tocado. Grupo formado em 2008 e que acabou lançando apenas 3 materiais, sendo 2 EPs e somente 1 Full. “Prolog”, o último trampo, foi lançado no final de 2018 e contém 3 composições. Seguem a fórmula do estilo à risca. Não há novidades, mas encontramos uma sonoridade pesada, riffs fortes, algumas passagens mais velozes, vocal rasgadão e agressivo, solos cheios de melodia. Lembrando ainda que todas as letras são cantadas na língua natal. Como um todo a obra agrada bastante, mas “Blutrot” foi a composição que mais empolgou. Ouça sem medo algum. Absolutamente recomendável. – Nota: 8
Faixas:
1. Geradeaus 2. Blutrot 3. Alles, Überall, Immer
Facebook Bandcamp YouTube



Obszön Geschöpf - Master of Giallo

Imagem
Projeto oriundo da França, o OBSZÖN GESCHÖPF foi formado em 1996 e executa uma sonoridade que mescla elementos do Industrial, Eletrônico, Groove, Thrash e Heavy Metal. Não tão difundidos aqui no Brasil, a banda já conta com 7 Fulls na carreira. “Master of Giallo”, o último trabalho, é o mais pesado e voltado ao Metal, segundo Remzi Kelleci, o mentor do grupo.
Na verdade, Remzi é o responsável por todos os instrumentos e pelos vocais, além das letras e composições. Trata-se de uma One Man Band, mas nas apresentações ao vivo o músico reúne convidados que assumem os outros instrumentos e assim realizam as devidas performances.
“Master of Giallo” é uma obra bastante competente e com uma sonoridade que irá agradar aos amantes do Metal que não são tão radicais. Nada aqui soa extremo e nem veloz. Pelo contrário. Registramos momentos que são bastante pesados, porém com toques mais acessíveis e ligeiramente comerciais sem necessariamente soarem apelativos. É prazeroso escutar.
Há também uma in…

Rankatoko

Imagem
Nova entrevista cheia de peso e muita fúria no VIOLENT NOISE. Desta vez conversamos com o Edward, guitarrista do RANKATOKO, quarteto de Metal que faz um som extremo, agressivo e que irá agradar em cheio aos amantes das sonoridades mais intensas. Neste breve bate-papo, Edward nos contou um pouco sobre o surgimento do grupo, as principais influências, a repercussão do primeiro EP e os trabalhos futuros.
Confiram a entrevista e vamos apoiar o nosso Underground. Demais detalhes também podem ser obtidos no Facebook oficial do grupo.
Apreciem e prestigiem!
O RANKATOKO foi formado em 2018. Como a banda surgiu?
Edward: A ideia inicial veio em conversas com o Marcelo (vocalista). Ele tinha interesse em formar uma banda de peso e isso se concretizou em janeiro de 2018, após o baixista Alex Souza reunir cada um dos integrantes para o primeiro ensaio.
De onde vem o nome do grupo?
Edward: O nome é referência à faixa “Arranca Toco” do álbum “Carniceria Tropical” do RATOS DE PORÃO.
Como está a formação…

Night Lord - Tapes from Hell

Imagem
Quinteto polonês que executa um Heavy Metal bem pesado, rápido e repleto de influências dos anos 80. O NIGHT LORD foi formado em 2017, lançou uma demo em 2018 e, no ano seguinte, já aparece com “Tapes from Hell”, o primeiro EP. Incrível como essas bandas da nova safra do Metal são competentes e se preocupam em lançar materiais com determinada regularidade. E isso que aqui afirmamos é um fato neste trampo. São três composições onde uma introdução misteriosa e soturna antecede a duas devastações sonoras. “Power of the Night” e “Spirit from Hell” são velozes e possuem uma cozinha instrumental bastante hábil com destaques para os solos, riffs e as vocalizações cheias de belos agudos. O trabalho peca pela qualidade de gravação e, talvez até por este motivo, identificamos que falta um pouco de peso. Ainda assim fica impossível não gostarmos e evidenciarmos a grandeza da obra. Esses caras têm jeito que ainda vão dar muito que falar no cenário do Metal. Confiram e avaliem. – Nota: 8
Faixas:
1. …