Postagens

Mostrando postagens de 2019

Devil's Hill - It Doesn't Matter Which Way You Go

Imagem
“We’re on Devil’s Hill Just Pull the Trigger We’re on Devil’s Hill Just obey the Leader.”
Grupo novo no pedaço. Isso é bom demais. Melhor ainda quando se trata de mais uma banda nacional. O DEVIL’S HILL é um quarteto de Thrash Metal com integrantes de outras bandas do cenário Underground. Membros de grupos como BRUTAL ORDER, EXORCISMO, HAWAKE e FIRETOMB são alguns deles. Isso, na verdade, significa que estamos diante de uma banda já experiente e que veio para engrossar as fileiras do mundo do Metal. E assim fizeram com este primeiro trabalho. “It Doesn’t Matter Which Way You Go” é um EP com 3 ótimas músicas, boa qualidade de gravação, riffs e solos bem feitos, refrãos marcantes e uma sonoridade vigorosa e bem executada. "Last Frontier”, a melhor canção da obra, é a composição mais longa e fecha o trabalho com chave de ouro. Há potencial gigantesco aqui. Se o primeiro trampo já foi muito bom, imaginem o próximo. Certamente serão destaques no universo metálico. Confiram e vamos aguarda…

Sertraline - From Both Our Hands

Imagem
Atmospheric Post-Black Metal americano e formado por ex-integrantes do WHERE SHE WEPT, o SERTRALINE é um sexteto que está na ativa desde 2015 e lança agora seu segundo EP. “From Both Our Hands” possui 3 músicas muito bem executadas e quase 20 minutos de gravação. É uma sonoridade em que encontramos mudanças constantes de ritmo, um instrumental bem forte, doses de melancolia e vocais guturais intensos. “Hounds of Avarice”, a composição que abre o trabalho, nos fez lembrar de leve algo do LACRIMAS PROFUNDERE da época do “Burning: A Wish”. Ainda que de forma sutil, há algumas nuances góticas na concepção sonora do grupo. “Entwined” é a música mais longa e a melhor da obra tendo um destaque para os vocais que se alternam entre o gutural e o limpo, característica que poderia, na verdade, ter sido mais explorada neste EP. Solos de guitarra fizeram falta e ajudariam a engrandecer o trampo. Um detalhe interessante é que a banda possui 3 guitarristas. Recomendado aos amantes do gênero e aos qu…

Kill! - Home

Imagem
Grupo formado em 2007 em Salt Lake City. Inicialmente o nome do grupo era KILL EVERYONE NOW!, mas tempos depois passou a se chamar simplesmente KILL! Apesar do nome, não estamos diante de um grupo de Metal Extremo. Pelo contrário. Esse trio, agora radicado em Jundiaí/interior de São Paulo, executa um Rock mais alternativo com influências do Grunge. É uma proposta e uma pegada deliciosas de se ouvir. Já com dois álbuns lançados, sendo o último de 2013, os meninos reaparecem com “Home”, novo Single que aborda a temática do suicídio. Instrumental bastante eficaz com destaque para as linhas de guitarra e o baixo pesadão, gravação competente e com muita qualidade e doses de melodia que fazem a composição ter um resultado bastante satisfatório. Aos fãs do Rock resta agora acompanhar a trajetória do grupo e torcer por um novo Full o quanto antes. Banda recomendadíssima aos que curtem sons mais alternativos com uma preocupação também em soar pesados. Apreciem! – Nota: 8
Faixas:
1. Home
Bandcamp Y…

Pessimista - Pessimista

Imagem
Não temos muitas informações a respeito do PESSIMISTA, banda de Black Metal nacional com passagens atmosféricas e depressivas, em especial nas letras e vocalizações no que se refere ao último item. Tem jeito de se tratar de uma One Man Band, mas não podemos afirmar. Este EP homônimo foi lançado no dia 02 de agosto de 2019 e possui duas composições. Encontramos bastante rapidez, riffs crus, letras em português e vocais desesperados. Até mesmo acompanhando as letras fica muito difícil entendermos a pronúncia. Um pouco mais de peso na sonoridade tornaria o trabalho melhor. A arte da capa é belíssima e já sugere algo voltado a um universo mais melancólico. Item recomendado aos apreciadores do Black Metal e, especialmente, do Depressive Black Metal. – Nota: 8
Faixas:
1. Magnetismo Negativo 2. Pessimista
Bandcamp


Burgûli - Ombres

Imagem
Projeto One Man Band vindo da Espanha e liderado por Lord Gorthaur, o BURGÛLI pratica um Black Metal com elementos e passagens atmosféricas. É uma sonoridade extrema, obscura, gélida e bastante soturna com vocalizações repletas de intensa agonia e sofrimento. Em vários momentos chega a lembrar algo do BURZUM do começo de carreira, mas com uma identidade própria. Formado em 2013 e lançando algumas demos no decorrer deste tempo, “Ombres” é o primeiro Full da carreira. São 10 músicas cheias de referências do universo Old School da escola norueguesa. A qualidade da gravação deixa bastante a desejar, o que pode ser proposital para justamente intensificar a sonoridade crua. Em alguns momentos as músicas soam bastante parecidas e sem tantas mudanças nas elaborações dos riffs, o que pode tornar a audição da obra um pouco cansativa. Destaques: “Where the Wraiths Stalk” e “Desciphering the Knowledge of the Ancient”, esta última bem misteriosa e 100% ambiente. A arte da capa, da autoria de Rod M…

Haters - Vultos

Imagem
É com grande honra que mais uma vez o HATERS, banda de Death Metal do Rio de Janeiro, aparece aqui no VIOLENT NOISE. Há algum tempo falamos sobre o EP “Babayaga”, material com 3 músicas bastante extremas e velozes. Agora em trio, os meninos reaparecem com “Vultos”, uma demo com 4 composições que traz uma sonoridade crua, rápida e bastante agressiva. Superior ao trabalho anterior, a fórmula segue a mesma linha, ou seja, um Death Metal que bem representa o gênero. Não há nada inédito, não descobriram nenhuma receita nova, mas é uma obra nobre, RESPEITÁVEL e digna de admiração e atenção por parte dos amantes do Metal nacional. Destaques: “The Monster Family” começa com uma batida seca da bateria e logo depois temos riffs rápidos e fortes que lembram a escola do Thrash Metal; “Blood Pus and Gastric Juice”, um belo cover do PUNGENT STENCH, encerra o trabalho de maneira gloriosa e insana. Lembramos ainda que a arte da capa é soturna e chama a atenção. Fiquem ligados no grupo. Vale acompanha…

Riffcoven - Feiticeiros do Riff

Imagem
Outro excelente Power Trio nacional que aposta no Stoner Metal e dá sinais de que será um grupo altamente promissor. Em 2018 lançaram o álbum “Crown of Darkness” e agora já aparecem com “Feiticeiros do Riff”, um Single que antecede ao EP “Cursed”. A composição é ótima e o PESO é a característica mais marcante neste trabalho. Além disso, riffs de guitarra excelentes que seguem a escola do grande BLACK SABBATH e bateria forte e marcante completam os pontos altos da música. As letras são em português e as linhas vocais são bem robustas. Os rapazes fizeram a lição de casa de maneira impecável. Fãs do gênero, ouvir e acompanhar a banda é uma obrigação. – Nota: 9
Faixas:
1. Feiticeiros do Riff
Facebook Spotify


Funérarium - The Lord of the Distress

Imagem
Kardec, a mente que comanda o FUNÉRARIUM, está de volta novamente. E em altíssimo estilo e nível. Esta One Man Band da França já lançou 3 Fulls em 2019, um Split com o VORACIAN e este Single já anuncia mais um Full para outubro deste ano. Decididamente Kardec é uma máquina de fazer Metal Extremo. “The Lord of the Distress” é uma composição que segue à risca o que o FUNÉRARIUM vem nos apresentando em seus trabalhos anteriores, ou seja, riffs de guitarra fortes e velozes, bateria agressiva, vocais guturais e sombrios, passagens climáticas e melancólicas (e neste caso em questão, belíssimas e brilhantemente executadas). Excelente Atmospheric Black Metal muito bem representado neste projeto que vem se destacando cada vez mais. – Nota: 9
Faixas:
1. The Lord of the Distress
Facebook Bandcamp




Grinding Reaction

Imagem
Uma nova entrevista de peso aqui no VIOLENT NOISE. É com muito orgulho que recebemos Renato Spadini Junior em nosso espaço, o baixista e fundador do GRINDING REACTION, grupo de Diadema/SP que faz uma mistura de Hardcore com Thrash Metal. O resultado disso é um som violento, feroz e pesado com letras cantadas em português. Em nossa conversa, o músico falou um pouco sobre o começo do grupo, as mudanças de formação, o posicionamento político e ideológico entre outros assuntos. 
Confiram a entrevista e vamos apoiar o nosso Underground. Demais detalhes também podem ser obtidos no Facebook oficial do grupo. 
Apreciem e prestigiem!
Como foi o começo de tudo e como está a formação do grupo atualmente?
Renato: A banda foi formada no ano 2000, na cidade de Diadema, que fica na região do ABC Paulista, com Leandro Rueda na bateria, Renato Spadini Jr (eu) no contrabaixo, Hugo Osvaldo na guitarra e J.M. na voz. Essa formação se manteve estável até 2005 e neste período foram gravados a demo tape “Grindi…

Sour Brandy - Along

Imagem
O mundo do Metal sempre nos presenteia e nos surpreende com verdadeiras pérolas. Em alguns momentos são bandas antigas lançando materiais novos e de muito peso, em outros são bandas novas que surgem para engrandecer o cenário e, da mesma forma, nos apresentar ótimos trabalhos. É exatamente neste caso que se encaixa o SOUR BRANDY, um Power trio que executa um Stoner Metal muito bem feito.
Formado em 2017, estes rapazes já entraram com tudo ao lançar o primeiro trampo. “Along” é um trabalho que contém 6 ótimas composições em que o destaque, em especial, vai para o peso gigantesco que a banda incorpora em sua sonoridade. Sensacional! Além deste fator, a cozinha instrumental é bem entrosada e encaixada: riffs ótimos, solos muito bons, baixo extremamente audível, boa pegada na batera e um vocal que cai como uma luva para o estilo praticado.
É Stoner puro para qualquer fã deste gênero ficar enlouquecido. É fato que o trabalho vai agradar. Destaques: “Rise Your Beer”, excelente faixa de abert…

Pandemmy/Abscendent - Obliteration

Imagem
“Obliteration” é um Split contendo duas ótimas bandas de Thrash/Death Metal. São elas o PANDEMMY e o ABSCENDENT, grupos que honram o legado do Metal Extremo e que representam o Brasil e Itália respectivamente. É um trabalho bem feito, bem cuidado e que irá, sem dúvida alguma, fazer a alegria dos admiradores e seguidores dos gêneros mencionados.
A obra possui 10 composições, ou seja, 5 faixas para cada grupo. Destas, duas são instrumentais e cada banda fez um cover. O trabalho como um todo tem quase 40 minutos de pura pancadaria sonora e o ouvinte irá encontrar riffs precisos, solos interessantes, peso, energia, vozes guturais e muita fúria.
Formados em 2009, o PANDEMMY faz um som que é forte e agressivo, porém bastante técnico e trabalhado. Até o momento eles lançaram dois Fulls, além de EPs e um Single. Certamente, os grandes destaques aqui são os riffs e solos de guitarra aliados às vocalizações selvagens de Rayanna Torres, uma presença forte na banda. Eles abrem o trabalho e chamam …