Postagens

Mostrando postagens de 2019

Ofiuco - Reino de Esclavos

Imagem
Mais uma vez nossos irmãos do Chile estão presentes aqui no VIOLENT NOISE. E digamos de passagem que estão muito bem representados pelo pessoal do OFIUCO, quarteto de Santa María que faz um Thrash Metal empolgante e bem tocado.
O grupo foi formado em 2013 e lançou “Sepulcro”, o primeiro EP. Um ano após reapareceu com o segundo trabalho. “Reino de Esclavos” é uma obra lançada de maneira independente e com cópias limitadas. Não se enganem com a capa, pois a mesma apresenta uma arte simples, pouco atrativa e tanto a ilustração quanto o logotipo podem nos remeter a um grupo de Black Metal.
São cinco composições sensacionais e cantadas em idioma nativo. A cozinha instrumental é mais do que competente, os vocais representam o estilo, mas o grande destaque são os belíssimos riffs de guitarra e os solos carregados de velocidade e melodia. Sinceramente é impecável e deixa o ouvinte de boca aberta.
Confessamos ser muito difícil eleger uma ou outra faixa, pois tudo soa grandioso. De qualquer form…

Pagan Throne - Dark Soldier

Imagem
Os cariocas do PAGAN THRONE estão mais uma vez presentes aqui no VIOLENT NOISE e desta vez aparecem com a última obra que é o EP “Dark Soldier”, um trabalho pesado, muito bem planejado e executado. Lançado no final de 2018, podemos dizer que o grupo conseguiu fechar o ano com chave de ouro. Fica perceptível, para os que acompanham a carreira destes guerreiros, a evolução e o amadurecimento da banda. Continuam executando o Pagan Black Metal, porém agora adicionaram elementos que tornaram a sonoridade mais épica sem deixar de lado a brutalidade, obscuridade e frieza do Black Metal. Encontramos peso, velocidade, rapidez, momentos mais climáticos, riffs devastadores, solos elaborados, vocalizações extremas e teclados utilizados de uma forma grandiosa. A faixa que leva o nome da obra é, sem sombra de dúvidas, a mais interessante. Sinceramente é uma das melhores composições que o mundo do Metal já nos apresentou. A qualidade de produção é também um ponto forte neste trabalho. Obra altamente…

Santo Brujo - La Muerte de Leonidas

Imagem
Mais um grupo chileno presente aqui no VIOLENT NOISE. Uma honra muito grande. Na verdade, a cena do Metal deste país vem nos apresentando ótimas bandas. Nomes como DOMINIO, RIPPER e VENUS TORMENT podem ser citados como referências. Formado em 2016, o SANTO BRUJO é um quarteto que executa um Heavy Metal tradicional e muito bem feito. “La Muerte de Leonidas” é o primeiro EP e foi lançado em 2018 de forma independente. Eles mandaram bem, pois encontramos 6 boas composições com o peso e a energia que o Metal exige aliados a bons riffs com doses de melodia, solos elaborados e vocais com timbres mais puxados para o agudo. Talvez o único ponto “negativo” seja a qualidade de gravação. Se superior, poderia tornar a audição e o trabalho ainda mais grandiosos. A música “Santo Brujo” é a mais longa e sem dúvida a melhor da obra. Amantes do bom e velho Heavy Metal devem ouvir sem pestanejar. Um Full é aguardado com ansiedade por aqui. – Nota: 8
Faixas:
1. Sueños em un Mausoleo (Intro) 2. Pesadilla de…

Maledettos

Imagem
Mais uma entrevista de peso no VIOLENT NOISE. É com grande honra e orgulho que conversamos com o Eduardo Magoo, guitarrista do MALEDETTOS, quarteto de Death Metal de São Paulo. Neste breve contato ele nos relata um pouco da trajetória do grupo, as influências musicais, formação, cenário do Metal, dificuldades e diversos outros assuntos. 
Confiram a entrevista e vamos apoiar o nosso Underground. Demais detalhes também podem ser obtidos através do Facebook oficial do grupo. 
Apreciem!!
Vamos começar nossa conversa falando um pouco sobre o surgimento da banda. Comente como foi o início de tudo.
Eduardo: O MALEDETTOS iniciou suas atividades em meados de 2014 como um projeto meu, "Eduardo Magoo" (DESASTER), e do Leandro Gavazzi (DIVINE UNCERTAINTY). Não tínhamos nada preparado, os sons foram sendo criados naturalmente na hora e ao percebermos que estavam ficando interessantes, gravamos as ideias. Contamos com a participação de alguns amigos durante este período e em 2017 encontramos …

Invokaos - Cannabis Satani

Imagem
Mais um trabalho do INVOKAOS no ar. Um presente para os fanáticos do Death Metal e apreciadores do Metal Extremo. O grupo foi formado em 2017, ou seja, uma banda bastante nova e que já tem apresentado inúmeros feitos na cena Underground. Em 2018, além dos diversos shows, eles lançaram alguns Singles e fecharam o ciclo destes com “Fúria Manifesta”, o primeiro EP. Excelente estratégia essa e que está se repetindo novamente. Em janeiro/19 saiu o “Desigualdade, Impunidade” e agora o “Cannabis Satani”, uma composição rápida e que soa bastante crua, intensa, agressiva, suja e até mesmo obscura. Sem dúvida estão mais brutais e sombrios do que nos Singles anteriores. Um solo de guitarra poderia cair muito bem na composição. Continuem com a mesma fórmula. Aguardamos novas músicas que certamente irão resultar em um EP ou até mesmo em um Full. A cena extrema agradece e pede mais. – Nota: 8
Faixas:
1. Cannabis Satani
Facebook SoundCloud YouTube


Black Road - Witch of the Future

Imagem
Quarteto americano formado em 2015 e que executa um Stoner/Doom Metal muitíssimo bem feito. Eles já lançaram EPs e até mesmo um registro ao vivo. “Witch of the Future” é um Single lançado no final de 2018. Composição sensacional em que o ouvinte irá encontrar mudanças de ritmo, peso, melodia, emoção e a voz doce e bela de Suzi Uzi. Além do destaque dos vocais, o baixista Casey Papp demonstra sua habilidade com o instrumento e deixa a música monstruosamente pesada. Banda promissora e que deve ser acompanhada bem de perto pelos que idolatram o estilo. – Nota: 9
Faixas:
1. Witch of the Future
Facebook Bandcamp SoundCloud




Grotto of Lourdes - Grotto of Lourdes

Imagem
Trio oriundo de Maryland/Estados Unidos que faz uma mistura de Heavy Metal com Doom Metal. Este EP foi lançado há poucos dias e traz apenas duas composições. Soam pesados e se destacam os ótimos riffs de guitarra. O material está bem gravado, a audição é bastante prazerosa e, embora a banda não apresente nada demais, podemos afirmar que eles fazem a lição de casa com bastante cuidado e carinho. A faixa título tem linhas de guitarra que lembram um pouco algo do BLACK SABBATH da fase mais inicial. Que em breve venham outros trabalhos para podermos avaliar e conhecer mais o grupo. Ouçam!– Nota: 8
Faixas:
1. The Great Dismal Baptism 2. Grotto of Lourdes
Bandcamp

Dusk - High Radiation

Imagem
Falando em Áustria já nos vem à mente bandas como ABIGOR e logo depois SUMMONING, excelentes representantes do Metal deste país. O DUSK, quarteto austríaco, executa uma sonoridade muito diversa daquela praticada por seus conterrâneos. É um Heavy/Rock bem bacana, pesado e com vocais femininos. “High Radiation” foi lançado em 2018 e contém 3 músicas que já mostram claramente o potencial do grupo. Destaques para o baixo pesadão e a voz rouca, característica e marcante de Denika. A faixa título agradou bastante, especialmente por conta dos solos de guitarra. Banda interessante dando sinais de ser bastante promissora. Confira e acompanhe. – Nota: 8
Faixas:
1. High Radiation 2. False Predictions 3. Nightmares
Site Oficial Facebook Bandcamp


Dominio - Dominio

Imagem
Grupo chileno formado em 2018 e que no fim do mesmo ano lançou uma demo com o título homônimo. O trabalho possui 5 composições que representam o mais puro Heavy Metal recheado de influências dos anos 80. Há tempos não ouvia nada neste gênero que fosse tão prazeroso assim. O lançamento ocorreu pelo selo Nocturnal Silence e saiu em formato cassete. Os destaques aqui ficam por conta dos riffs que são SENSACIONAIS, dos solos e da bateria que dá um peso bem grande à sonoridade. A qualidade de gravação ficou um pouquinho a desejar, mas isso não tira o brilhantismo da banda. A música “Dominio” foi a que mais impressionou. Mais do que recomendado, é item obrigatório. Muchas gracias, hermanos. – Nota: 9
Faixas:
1. Transcendencia 2. Bestia Nocturna 3. Dominio 4. Esto no ha Terminado 5. All Speed
Facebook YouTube



Glowing Tree - Bucolic

Imagem
Com uma capa enigmática e interessante, feita pela artista americana Jolene Casko, o GLOWING TREE marca sua estreia com “Bucolic”, uma obra maravilhosa que traz 10 excelentes composições que irão encher de alegria os fãs do Rock e, principalmente, os admiradores do Progressivo.
Tudo aqui soa de extremo bom gosto. Desde a já mencionada arte até a qualidade de gravação, produção e, o mais importante, a sonoridade em si. O ouvinte apreciará ótimos riffs, bons solos, vocal marcante e bem claro, passagens climáticas belíssimas e músicas agradáveis de ouvir. Literalmente falando conseguimos embarcar em uma experiência musical carregada de emoções. 
Tarefa complicada elegermos algum destaque musical, pois tudo soa imponente. De qualquer forma, as seguintes composições foram mais marcantes: “Animals (This Sounds Black!)”; “Johnny Parker” com um baixo incrível e que rendeu também um clipe; “Psycho Paper”; “Slacker Generation”, música que tem uma ponta de melancolia; “Goodbye” que, com chave de…

Grindpad - Sharkbite!

Imagem
Excelente grupo de Thrash Metal holandês, o GRINDPAD foi formado em 2006 e “Sharkbite!” é o quarto EP lançado. Material independente, bem gravado, contendo 5 composições ótimas com o melhor do estilo. O que mais se destaca aqui são os riffs rápidos e certeiros, os solos e a velocidade. É aquele Thrash Metal de respeito, bem executado e bastante empolgante. O baterista que toca aqui é o Paul Beltman, ex-SINISTER. A arte da capa é de Ed Repka, o mesmo que já ilustrou algumas capas de bandas como DEATH, AGENT STEEL, EVIL DEAD, HIRAX, SUICIDAL ANGELS entre outros nomes. Embora todas as composições sejam grandiosas, a faixa título é a que mais se destaca. Fundamental, necessário e vital aos amantes do gênero. – Nota: 9
Faixas:
1. Not Fucking Dead! 2. Sharkbite! 3. The Lion’s Strife 4. Come in Pieces (Go in Pieces) 5. Outro
Site Oficial Facebook Bandcamp


PHIR - Crazy Job

Imagem
Outra One Man Band para enriquecer as fileiras da música pesada. Desta vez trata-se de um projeto vindo de Goiânia/Goiás e liderado por Pablo Reis, responsável pelas vozes, instrumentos, mixagem e masterização. O PHIR foi formado em 2010 e este trabalho compreende músicas realizadas em 2012 e 2014. Segundo a descrição do próprio mentor, o projeto reúne características como experimentalismo e uso constante de samples. E o leitor deve estar se perguntando: Qual o estilo? Pois bem, basicamente encontramos Death e Thrash Metal, mas há ainda outros elementos que acabam diferenciando a sonoridade e não colocando o projeto única e exclusivamente nos gêneros acima mencionados. Há constantes mudanças de ritmo, passagens bem aceleradas, voz gutural, uso de narrações e sons e, acima de tudo, bastante originalidade e criatividade. De forma geral o PHIR me lembrou muito o ótimo DANIEL TREE e, ainda que a sonoridade de um e outro seja completamente distinta, a proposta de soar diferente e o ato de …