Impéria


O IMPÉRIA é um quarteto paulistano formado por Marcio Deliberalli (voz), Felippe Deliberalli (guitarra), Flavius Deliberalli (bateria) e Ricardo Ueno (baixo). Iniciaram suas atividades em 1996 e, como toda banda, passaram pelas mudanças de formação até se estabilizarem com o line-up acima mencionado. Executam um Hard Rock com elementos de Heavy Metal e até o momento lançaram um Full e dois singles. Conversamos rapidamente com o quarteto que nos deu maiores detalhes sobre a banda, os lançamentos e os planos futuros.

Confiram a entrevista e não deixem de apoiar a banda e o nosso Underground. Maiores detalhes sobre o IMPÉRIA também podem ser obtidos através do Site Oficial da banda.

Em 2011 vocês lançaram “Em Dias Assim”, o primeiro álbum do IMPÉRIA. Qual foi a repercussão deste trabalho?

Impéria: Foi muito boa. Passados sete anos, ainda recebemos muitos elogios e resenhas positivas. Acho que conseguimos atingir uma sonoridade interessante, pois as músicas ainda soam atuais, seja em termos instrumentais quanto com relação às letras. Além disso, as músicas são bastante executadas nas principais web rádios de Rock.

Em 2018 vocês lançaram o single “O Silêncio”. Comente um pouco o processo de composição e a criação da letra deste material.

Impéria: “O Silêncio”, assim como “Liberte Seus Instintos”, lançado em 2017, mostra uma nova sonoridade da banda, a qual trabalhamos durante muitos anos para alcançar. Tanto a música quanto a letra de “O Silêncio” refletem nossa batalha diária, o esforço que fizemos para vencer dificuldades internas em nossa trajetória como pessoas e como banda, mantendo a serenidade, integridade e sem desviar de nossos objetivos. Em resumo é isso, a música mostra como nos unimos para superar problemas e nos reinventamos. E de quebra, consolidar nossa nova sonoridade, o nosso amadurecimento como banda. Foi uma das composições que mais demoramos em chegar a um consenso.

Traçando um comparativo desde o lançamento do primeiro álbum até a fase atual, quais as transformações pelas quais o grupo passou?

Impéria: Evoluímos muito como banda e hoje temos um som mais definido, mais pesado inclusive. Acho que esse período entre o “Em Dias Assim” e o lançamento dos novos singles foi bem proveitoso e trouxe bons resultados. Nossas influências também ficaram mais evidentes. De forma geral, a banda amadureceu e soa mais coesa. Todo o trabalho de composição foi muito mais minucioso.


Por qual motivo a banda ficou sem fazer um lançamento desde 2011 até 2017, época em que lançaram o single “Liberte Seus Instintos”?

Impéria: Não tem um motivo específico. Nesse período, trabalhamos sem pressa, buscando e testando novos sons e possibilidades. Ainda estamos trabalhando em muitas composições novas ao mesmo tempo e isso faz parte desse processo contínuo de evolução da banda. Conseguimos alcançar os resultados que queríamos e produzimos estes dois novos singles. Isso pode acontecer novamente em breve ou demorar um pouco mais.

Por qual razão optaram em lançar singles ao invés de um segundo álbum?

Impéria: O single é um formato mais viável e seria mais rápido de produzir, já que também queríamos lançar um material novo mesmo sem ter tanta pressa. Acho que foi um formato interessante de trabalhar, tanto na produção quanto na divulgação, além do custo. O consumo via plataformas digitais também pesou na opção por trabalhar com singles. É uma realidade, a forma das pessoas consumirem música mudou.

Atualmente vocês trabalham com o produtor Stefano B. A. Por quais razões fizeram essa escolha?

Impéria: Stefano é um amigo de longa data, além de um grande músico e excelente produtor. Assim como o Elias Aftim, do Studio Latitude, ele conhece muito bem nosso som e acompanhou nosso processo de evolução. Então, foi mais do que natural trabalhar com ele na produção destes novos singles. Ele nos trouxe muitas opções de equipamentos e sonoridades e isso foi determinante para o salto de qualidade que demos em relação ao “Em Dias Assim”. Ficou evidente que evoluímos.

Planos para o futuro no que diz respeito ao lançamento de um segundo Full, gravação de clipe e shows?

Impéria: Estamos bastante focados na composição de novas músicas. Curtimos bastante trabalhar estes dois singles mais recentes. A forma como trabalhamos trouxe um resultado de melhor qualidade. Obviamente que a produção de clipes está atrelada ao lançamento de novas músicas, então poderemos ter novidades em breve. Até porque ainda não gravamos clipe para os singles novos. Também estamos considerando os dois formatos: single e um álbum completo. Tudo vai depender da quantidade de músicas que tivermos produzido nos próximos meses. Sobre shows, estamos trabalhando na agenda 2018, mas a prioridade no momento é finalizar as músicas que estamos compondo.

Para encerrarmos nossa conversa, deixem um recado aos nossos leitores.

Impéria: Obrigado pela oportunidade de falar com os leitores do VIOLENT NOISE. Fiquem ligados em nossas redes sociais. Nosso trabalho pode ser ouvido nas principais plataformas digitais, como o Spotify, por exemplo. Busquem e incentivem as novas bandas. Tem muita gente boa trabalhando duro pela renovação do Rock and Roll.

Fotos: Arquivo da banda

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Iron Kobra - Kerker & Drachen

Initiate Decay - Awaken the Extinction

Invokaos - Entrevista com Alexandre Jansen