Postagens

Mostrando postagens de Março, 2018

MUFA

Imagem
O MUFA é um quarteto formado em São Paulo e pratica uma sonoridade agressiva misturando dois estilos extremos: Death Metal com Hardcore. Cássio (bateria), Edinho (vocal), Fernando (baixo) e Hudson (guitarra) são os componentes responsáveis pela devastação sonora que o grupo espalha no nosso Underground. O VIOLENT NOISE teve a honra de conversar com a banda e conhecer alguns detalhes que por eles foram revelados.
Não deixem de conferir a entrevista e, obviamente, o som poderoso que executam.
O MUFA está na ativa desde 2008. Como iniciou a ideia de montar a banda?
Mufa: Nós já éramos maconheiros de longa data, morávamos bem próximo uns dos outros e sempre nos reuníamos para fumar um e tomar uma breja! E como a gente curtia um som e cada um sabia tocar alguma coisa, resolvemos montar a banda somente por diversão. Era um momento de lazer, descontração, às vezes a gente compunha uma música no ensaio e no outro já havia esquecido. Ficamos nessa brincadeira canábica um bom tempo! Assim que o …

Nomans Land - Valkyrie

Imagem
Diretamente da Rússia, os guerreiros do NOMANS LAND executam um Viking Metal de bastante qualidade e vigor. Formado em 1996 e com 5 Fulls lançados, o grupo agora aparece com este single. Isso já nos faz crer que, em breve, deve vir mais um Full para a coleção. Enquanto isso não acontece, os amantes do Pagan e Viking Metal podem se deliciar à vontade com "Valkyrie". Destaque aqui vai para os riffs de guitarra que são intensos e pesados e para as vocalizações agressivas que fazem jus ao estilo. – Nota: 8
Faixas:
1. Valkyrie
Site Oficial Facebook

Cold Killer

Imagem
Oriundos de Diadema/SP, celeiro rico em bandas que praticam sons extremos e violentos, o COLD KILLER surge em 2016. A proposta é executar um som que mescle o Death Metal com o Grindcore. E assim é feito. O grupo é formado por Paulo (vocal), Marcelo (guitarra), Sérgio (baixo) e Carlos Renato (bateria). Em uma conversa rápida, os integrantes da banda revelam ao VIOLENT NOISE um pouco sobre determinados detalhes como escolha do nome, influências, gravação de material e bandas do cenário underground.
Vamos conferir?
Divirtam-se!
Comente como surgiu a ideia de montar a banda.
Marcelo: Nós estávamos reunidos num bar de um amigo na zona sul, bêbados. Passamos a trocar ideia de fazer um som juntos e no dia seguinte já começamos a fazer o ensaio.
Carlos Renato: Marcelo já tinha uns riffs no pente de ideias que batiam e já logo ensaiamos, juntando essas ideias.
De onde surgiu a inspiração para o nome?
Sérgio: Inspirado a partir de temas envolvendo seriais killers.
Marcelo: Queríamos um nome que tivesse…

After Death Alone - Overthinking About Ten Million Things

Imagem
Não há dúvidas que o Depressive Suicidal Black Metal é um estilo bastante obscuro e, de forma geral, pouco procurado pela grande maioria do público do Metal. Talvez seja, de fato, o mais obscuro de todos os subgêneros. O ouvinte irá encontrar som pesado, riffs distorcidos, vocais cheios de agonia e desespero, letras e melodias depressivas. O AFTER DEATH ALONE é um duo oriundo da Grécia/Austrália e acaba de lançar o mais novo single. Nesta obra iremos encontrar tudo o que acima descrevemos. É um prato cheio para os amantes do estilo e merece ser conferido. A faixa título é a que mais chama a atenção: tem um andamento mais lento e há uma parte falada que é bastante interessante e intrigante. – Nota: 8
Faixas:
1. Overthinking About Ten Million Things 2. Painfully Rejected
Facebook Bandcamp

Judas Priest - Firepower

Imagem
Algumas bandas, com o passar do tempo e com as experiências acumuladas, parecem também carregar um peso que pode muitas vezes ser uma espécie de sobrecarga. São casos de nomes como IRON MAIDEN, METALLICA, KISS e, obviamente, o JUDAS PRIEST. A cada material lançado, a expectativa e exigência por parte dos fãs se tornam gigantescas. E no caso do "Firepower", último trabalho destes britânicos, não é diferente.
Assim que lançado, o burburinho foi inevitável. Muitos dizem que é o melhor álbum do ano, outros já o consideram clássico e há aqueles que acham que é apenas um bom material e nada mais. Isso tudo se dá visto que o JUDAS já lançou tanta coisa boa, tanto clássico, tanto material original e criativo que é praticamente impossível não esperar algo que seja, no mínimo, grandioso.
Com 14 composições, quase uma hora de música e uma arte gráfica que é fabulosa, a nova obra se destaca por vários fatores: riffs impecáveis e muito bons, solos vigorosos, vocalizações poderosas, baixo…

Issos - The Leader of Us

Imagem
O cenário do Metal e o mundo Underground nos surpreendem constantemente. Seja no exterior ou aqui em nosso país, a quantidade de ótimas bandas se espalha e isso proporciona orgulho e alegria aos apreciadores do estilo. E o ISSOS, quinteto carioca, se enquadra nessa situação. Os rapazes executam um som pesadíssimo, cheio de técnica e habilidade e com letras que denunciam o caos, a pobreza e a decadência política do nosso país.
A banda foi formada em 2013 e, como é de costume, passou por diversas mudanças em seu line-up. Após se firmarem, decidiram lançar um EP com quatro faixas e também um clipe da música "The Leader of Us". Tudo isso de forma muito "redondinha": clipe bem executado, material de ótima qualidade e, o melhor de tudo, um som empolgante.
As músicas do EP foram lançadas de forma fracionada, ou seja, o material foi disponibilizado aos poucos nas redes sociais da banda. E o resultado impressiona. O ouvinte irá encontrar não somente peso, mas também velocid…

Krokus - Headhunter

Imagem
Nossos caros leitores podem, neste momento, estar se perguntando o motivo pelo qual publicar e fazer uma resenha de um álbum tão antigo quanto este do KROKUS. Vejam bem, há uma série de fatores. Talvez o principal deles seja o quanto esta obra foi e é importante até os dias de hoje. Passaram-se 35 anos e "Headhunter" ainda soa poderoso e forte. É fato que a década de 80 foi um terreno mais do que produtivo e fértil para o Metal. Poderíamos citar inúmeros nomes e álbuns, mas aos poucos iremos comentar outras obras deste mesmo período e de semelhante relevância.
Formado em 75, este grupo produziu uma série de ótimos trabalhos que caminham entre o Heavy Metal e o Hard Rock. "Headhunter" é o sétimo Full-length e traz 9 composições pesadas e, em alguns momentos, até com uma pegada um pouco mais acessível. São praticamente 40 minutos de puro Metal onde se destacam os riffs e, especialmente, os solos maravilhosos do guitarrista Fernando Von Arb. Encontramos também refrãos…

Cold Killer - Single

Imagem
Diretamente de Diadema/São Paulo, local que é celeiro para bandas que fazem sons extremos e furiosos, o COLD KILLER foi formado em 2016 e executa um Brutal Death Metal/Grindcore que faz qualquer fã do estilo ficar alucinado. Neste trabalho de estreia, com apenas duas composições, eles já deixam clara a sua proposta e intensidade musicais. Encontramos tudo o que o estilo exige: bases rápidas, pesadas, bateria veloz, vocais raivosos. "Machete Hair Cut" é a faixa que mais me chamou a atenção, mas "Saturday Night" traz uma variação de ritmo que impressiona bastante. Se você é apreciador do estilo ou curte sons extremos, ouvir o grupo é bem mais do que recomendável. O termo certo seria INDISPENSÁVEL. Aproveite. – Nota: 8
Faixas:
1. Saturday Night 2. Machete Hair Cut
Facebook Bandcamp

The Wasted - Rotten Society

Imagem
Quarteto de Tatuí/SP que pratica um Heavy/Groove Metal trazendo aos amantes da música pesada uma sonoridade interessante e bem executada. Formado em 2011, o grupo apresentou seu primeiro trabalho em 2015. Tratava-se de um EP com 4 composições. Somente em 2017 é que veio o primeiro Full-length batizado de "Rotten Society".
Mais do que rapidez, aqui encontramos um peso absurdo. Há sim, momentos mais acelerados, mas nos chamam a atenção os riffs vigorosos, as doses de melodia e os refrãos maravilhosos e utilizados abundantemente sem se tornarem cansativos. Aliás, este ponto especificamente acabou me lembrando aquele tipo de construção feita por bandas como o ACCEPT e BLIND GUARDIAN.
A começar pela arte gráfica que é bastante chamativa, "Rotten Society" traz 8 composições ferozes e que farão a alegria dos que apreciam um som feito com garra e força. É uma obra que vale a pena ser conferida e degustada a cada nota, com destaque para as seguintes faixas: "Preachers o…