Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2018

Warwar - Victory

Imagem
Formado em 2010 e diretamente da Ucrânia para o mundo, eis que surge o WARWAR, grupo que executa um Thrash Metal veloz e empolgante. Em 2013 lançaram um Full e três anos após veio "Victory", o primeiro EP. Aqui encontramos 4 composições excelentes e os maiores destaques são os riffs de guitarra e solos. O vocal é bastante agressivo e expressa muito bem a energia do estilo. "Reason for War is War" foi a faixa que mais me chamou a atenção. Apreciadores do gênero não podem e nem devem deixar de conferir a obra. FUNDAMENTAL. – Nota: 9
Faixas:
1. Welcome to Gulag 2. Reason for War is War 3. Victory 4. All the Enemies
Bandcamp

Maniac Abductor - Thrash Assault

Imagem
Por mais que a gente escute e conheça novas bandas, o cenário metálico sempre nos apresenta grandes surpresas. No caso do MANIAC ABDUCTOR, arrisco a dizer que estamos diante de uma pedra do mais alto quilate. Oriundos da Finlândia, este quinteto formado em 2013 apresenta um Thrash Metal rápido, técnico e vigoroso. "Thrash Assault" é o primeiro e, até o momento, único EP lançado. E que pancadaria eles nos prepararam com as 3 composições do trabalho. Tudo funciona perfeitamente: composições excelentes, músicos habilidosos, riffs bem feitos, vocais agressivos na medida exata, baixo pulsando loucamente, baquetas destruidoras. Descobriram um novo gênero e fazem algo inédito? NÃO, mas tocam com garra. Se você é admirador do som oitentista, é uma obrigação conferir. – Nota: 10
Faixas:
1. Thrash Assault 2. Privacy for Sale 3. First World Disease
Facebook Bandcamp

Krivionterloi

Imagem
É com muito orgulho e satisfação que o VIOLENT NOISE realiza uma breve conversa com Solitudine Sadness, criador e executor de diversos projetos musicais, dentre eles o KRIVIONTERLOI, uma One Man Band oriunda de Manaus/Amazonas. Ele nos fala um pouco sobre a ideia do projeto, o lançamento do primeiro Full-length e nos revela que suas letras são inspiradas em experiências espirituais reais.
Apreciem sem qualquer moderação!
Você já é autor de outros projetos musicais como o SABACTÂNI. Como surgiu a ideia de montar o KRIVIONTERLOI?
Solitudine Sadness: Recomeço. Toda vez que eu crio algo novo, é uma ideia de recomeço. Sempre tento fazer um novo Sabactâni, que todas às vezes acaba não dando certo. No Krivionterloi eu tentei dar o máximo pra que ele tivesse a mesma repercussão que o "Amazonas Blackgaze" teve. O resultado da repercussão não foi como o esperado, mas pelo menos saiu um trabalho feito com esforço, e eu te digo mais, a saga de criar projetos acabou, já chega. O Krivionter…

ONI - Earth

Imagem
ONI, banda (ou projeto?) da Itália em que praticamente não há muitas informações na Web. O primeiro EP chama-se "Prelude". "Earth" é o segundo trabalho e foi lançado em fevereiro de 2018. O ouvinte irá se deparar com uma sonoridade em que encontramos Dark Ambient, Drone e Noise. Não há vocalizações e predominam os teclados misteriosos e obscuros. Em alguns momentos chega a lembrar algo do MORTIIS da fase antiga e do VOND. "Stonegates" é a faixa mais pesada. Extremamente interessante e altamente recomendado aos fãs do gênero. – Nota: 8
Faixas:
1. Orogenesis 2. Stonegates 3. Tramontana 4. Harrat
Bandcamp SoundCloud

Abigor - Höllenzwang (Chronicles of Perdition)

Imagem
Finalmente estes austríacos nos presentearam com um novo Full-length. E mandaram bem demais na elaboração desta mais recente obra. Tanto se fala em Black Metal e não podemos esquecer que o ABIGOR é um grande, legítimo e RESPEITÁVEL nome no assunto.
Diversos EPs, demos, compilações e álbuns marcam a trajetória dessa banda que faz um som cru, pesado, extremo e vigoroso. Iniciaram suas atividades em 93 e dez anos após interromperam, mas para a nossa felicidade, o retorno acontece em 2006.
"Höllenzwang (Chronicles of Perdition)" apresenta 9 composições com quase 40 minutos de puro Black Metal. O ouvinte irá se deparar com riffs fortes, soturnos e misteriosos, vocalizações agressivas e variações de ritmo bastante interessantes.
Fiquem atentos às seguintes faixas: "Sword of Silence" apresenta riffs pesados e arrastados;"Black Death Sathanas (Our Lord's Arrival)" tem trechos mais lentos e vocalizações intensas; "Olden Days" tem riffs profundamente …

Miasthenia - Antípodas

Imagem
Banda de Brasília que está na ativa desde 1994 e já bastante conhecida no mundo underground, o MIASTHENIA reaparece com mais uma obra de peso e impacto. "Antípodas" é 5º Full-length destes guerreiros que praticam um Pagan Black Metal com letras em português, o que torna suas composições ainda mais interessantes. 
Com quase 40 minutos de músicas, a experiência de ouvirmos este último trabalho é muito peculiar e, diga-se de passagem, empolgante. Não somente pela sonoridade, mas também pela abordagem da temática que fala sobre as Amazonas, as invasões de terras antigas, as nações tribais, os tesouros do Eldorado. Não há dúvidas de que eles sabem do que estão falando.
E embora estejamos diante de uma banda que pratica Black Metal e, obviamente, possuem um som extremo, detectamos também passagens com certa melodia justamente por conta da utilização dos teclados. Destacam-se ainda os riffs de guitarra que, particularmente, achei muito bem feitos.
Faixas que mais chamam a atenção: &q…

Sabactâni - Winds of the End of Afternoon

Imagem
Formado em 2010, o SABACTÂNI iniciou suas atividades como uma One Man Band e praticando um Post-Black Metal. De lá para cá foram lançadas algumas Demos, vários Singles e um Full-length. "Winds of the End of Afternoon" é, na verdade, o último Single e traz uma novidade. Solitudine Sadness, o criador do projeto, já não está mais sozinho. Junto a ele temos agora Oblivion, o vocalista. E ambos fazem um trabalho interessante. Com letras em português, a sonoridade é intensa, rápida, cheia de técnica e modificações de ritmo, trazendo assim uma banda com bastante originalidade e, acima de tudo, personalidade. Confira o quanto antes. – Nota: 9
Faixas:
1. Winds of the End of Afternoon
Facebook Bandcamp YouTube

Kadabra

Imagem
Power trio oriundo de Vinhedo/SP, o KADABRA executa um Heavy/Thrash Metal de altíssima qualidade. E mesmo com uma carreira considerada bem recente, estes guerreiros já realizaram diversos feitos e gravaram até mesmo um Full-length. O VIOLENT NOISE tem a honra de receber Paulo Bertoni, o guitarrista/vocal, para uma conversa rápida, mas cheia de revelações sobre a trajetória do grupo, sobre os planos futuros e também sobre os problemas no Metal nacional.
Apreciem!
Como se deu a origem da banda?
Paulo: A gente já tocava em outras bandas da região havia bastante tempo. Eu também já produzia alguns eventos aqui em nossa cidade e então, por esse movimento, já nos conhecíamos. Além disso, Vinhedo é muito pequena, então não seria muito difícil de nos localizarmos. Foi em 2016 que acabei por contatar os caras e iniciamos os trabalhos. Ficamos cerca de seis meses preparando o repertório, gravamos e estamos por aí desde então.
De onde surgiu o nome KADABRA?
Paulo: Tinha que ser um nome forte, lingua…

Ofärd - Words From the Dead

Imagem
Banda sueca formada em 2011 e composta por apenas dois integrantes. Executam um Folk Metal que é muito bem tocado, repleto de inspiração, com letras que abordam a natureza, a cultura e o folclore escandinavos. "Words from the Dead" é o primeiro e, até o presente momento, único registro destes guerreiros. O ouvinte irá se deparar com passagens cheias de melodia e outras sutilmente melancólicas, além de vocalizações limpas aliadas ao gutural. "Völvans spådom" é belíssima e foi a que mais me agradou, embora a "Man of Iron" seja sensacional e ainda homenageia o grande BATHORY. Um prato cheio e recomendado aos fãs do gênero. Uma pena que com tanto tempo de estrada tenham apenas esta obra. – Nota: 8
Faixas:
1. Words from the Dead (The Living Won't Listen) 2. Völvans spådom 3. Man of Iron (Bathory's Cover)
Facebook Bandcamp

El Santo Asesino - República do Caos

Imagem
Este duo foi formado em 2013 e executa uma mistura de Death Metal com Grindcore que resulta em uma sonoridade violenta, rápida, pesada e bastante extrema. Utilizam bateria eletrônica e as letras refletem o caos, a falência e o fanatismo religioso da nossa sociedade.
No mesmo ano de criação, o grupo lança "O Inimigo do Meu Inimigo", a primeira Demo. Após algumas mudanças na formação, lançam em 2015 o primeiro EP: "República do Caos". O material traz 6 composições que demonstram toda a técnica e energia da banda.
Avaliando o EP como insatisfatório, o EL SANTO ASESINO decide efetuar, em 2017, uma regravação de "República do Caos". O resultado é devastador, ou seja, o novo EP traz todas as composições reformuladas e com uma energia que chama a atenção dos apreciadores mais exigentes deste estilo.
Encontramos composições rápidas, extremas e violentas em uma qualidade de gravação bastante boa. Destacam-se os riffs muito bem executados, as letras que servem como …