Postagens

Mostrando postagens de 2018

Faces of Death - From Hell

Imagem
Após um hiato de praticamente 20 longos anos, o FACES OF DEATH, quarteto de Pindamonhangaba-SP, retorna em alto e gigantesco estilo. E um dos resultados dessa volta é o lançamento do álbum “From Hell”, uma obra que traz 9 composições velozes, técnicas e muito bem estruturadas. É Thrash Metal puro e da melhor qualidade. 
Faz pouco tempo que eles nos apresentaram o Single “Priest From Hell”, composição que inclusive abre o álbum recém-lançado. Através deste trabalho já tínhamos uma boa ideia do que iríamos encontrar, mas é preciso confessar que o grupo acabou nos surpreendendo bastante e soube chamar a atenção.
O ouvinte irá encontrar alguns aspectos que se destacam neste novo Full: boa qualidade de gravação e produção, músicas interessantes, variações de ritmo constantes, peso, excelentes riffs de guitarra, bons solos, bateria veloz e músicos habilidosos. É o velho e bom Thrash Metal que todos nós já conhecemos, mas feito com garra, amor, dedicação e um time competente. Isso é muito, mas…

Carcinosi - Deceived

Imagem
Fico me questionando como pode isso acontecer? Apenas 03 caras fazerem um som tão brutal, extremo e avassalador. Exato, é desta forma que podemos descrever a sonoridade do CARCINOSI, banda de Porto Alegre/RS que faz um Death Metal competente demais. O grupo foi formado em 1996, encerrou as atividades em 2003, mas retornou anos após. O resultado desta volta é “Deceived”, Single lançado digitalmente em 2018. Seguem a fórmula do estilo à risca, não decepcionam e como destaques temos riffs de guitarra fantásticos e uma bateria veloz e matadora. Obrigatório aos fãs do gênero e aos amantes do som extremo. Fiquem ligados no grupo, pois demonstra ser promissor.– Nota: 9
Faixas:
1. Deceived
Facebook Instagram


Melyra

Imagem
O MELYRA é uma banda de Heavy Metal feminino surgida no Rio de Janeiro. Formada em 2012, essas meninas fazem um som forte, pesado e com influências do Metal dos anos 80. Em 2014 lançaram o EP “Catch Me If You Can” e agora estão prestes a lançar “Saving You From Reality”, o novo trabalho. É com honra e orgulho que o VIOLENT NOISE realiza essa rápida entrevista com essas guerreiras do Metal. Elas irão nos contar detalhes como o surgimento do grupo, as influências musicais, a visão do Underground e outros aspectos.
Confiram a entrevista e vamos apoiar o nosso Underground. Demais detalhes também podem ser obtidos no Facebook oficial da banda.
Conte-nos como tudo começou.
Melyra: A banda surgiu entre meninas com um interesse em comum: fazer música. Fomos nos "recrutando", entendendo quais eram os gostos musicais de cada uma e procurando onde poderíamos chegar com isso. O meio termo e o senso comum foi sendo criado e lapidado. Começamos com covers clássicos como Black Sabbath, Metal…

Bellini - Bellini Rock

Imagem
O BELLINI é um cantor e compositor de Rock vindo de São Carlos, interior de São Paulo. Começou sua carreira cantando músicas no colégio em que estudava e dali em diante foi se aprofundando ainda mais nesse clima musical e fazendo parte de inúmeros projetos. Em 2017 lança “Bellini Rock”, seu primeiro trabalho solo.
Com um material gráfico bastante caprichado e qualidade de gravação muito boa, os ouvintes irão se deliciar com as 10 composições que fazem parte do trabalho e que fielmente representam o Rock nacional. É uma obra deliciosa de se ouvir, pois apresenta um instrumental bem executado e vocalizações que perfeitamente se encaixam ao estilo.
É um álbum curto, preciso, direto, com letras em português, refrãos contagiantes, musicalidade acessível e ainda conta com a participação de músicos convidados: Dammtunes nos arranjos e backing vocals, Dudu Chermont na guitarra nas faixas “O que Aconteceu Aqui” e “A Rua e a Lua”, Fred Nascimento no violão e gaita na faixa “Sonho”.
Complicado el…

Initiate Decay - Awaken the Extinction

Imagem
Oriundo de Esteio/RS e formado em 2016, este quarteto lançou recentemente o primeiro EP. “Awaken the Extinction” possui apenas 3 composições e juntas somam praticamente 12 minutos do mais puro, intenso, vivo e raivoso Death Metal. A obra é porrada na orelha do começo ao fim sem qualquer tipo de trégua ou respiro. Material que irá agradar loucamente aos fãs do gênero e do Metal Extremo de maneira geral. É a velha fórmula executada com muita dedicação e habilidade por parte dos músicos. Destaques para os riffs de guitarra rápidos, fortes e, por vezes, soturnos. A faixa que mais chamou a atenção foi “Proliferation of Manipulated Perception”, uma composição cheia de personalidade. Fiquemos agora na espera do primeiro Full. Que venha rápido, por favor. – Nota: 9
Faixas:
1. Spreading Latent Hatred 2. Proliferation of Manipulated Perception 3. Awaken the Extinction
Facebook YouTube Instagram

Abysmo - Abysmo

Imagem
Quarteto formado em meados de 2007 que executa uma sonoridade calcada no Punk/Hardcore com elementos do Metal. Este EP homônimo com 6 composições foi lançado em 2017 e pode ser conferido nas diversas plataformas digitais. A pegada aqui é o peso, algumas passagens mais velozes e vocalizações bem características do Punk. Os destaques ficam por conta das seguintes músicas: “Sombra Branca”; “Abismo” conta com riffs bem executados; “Gatilho”, a melhor canção do trabalho. A banda deve lançar novo material em 2019, mas enquanto isso não acontece, o público que aprecia o gênero pode aproveitar ao máximo este primeiro trabalho. – Nota: 8
Faixas:
1. Insular 2. Sombra Branca 3. Abismo 4. Gatilho 5. Labirinto 6. Não é Real
Facebook Bandcamp Instagram


Exorcismo - Exorcise and Steal

Imagem
Vindo diretamente de Recife, o EXORCISMO é um quarteto que faz um Thrash Metal poderoso e bem executado. Surpresa mais do que bem-vinda aos amantes do gênero, os rapazes acabam de lançar o primeiro Full: “Exorcise and Steal”.
O grupo foi formado em 2007 e segue influência de bandas como SADUS, VIO-LENCE, DARK ANGEL, RAZOR e similares. Uau! Só por isso já dá para sacar que o som deles é veloz, pesado e intenso. E, de fato, esse álbum vem para nos mostrar que tudo isso é a mais pura verdade.
É interessante também informarmos aos caros leitores que este Full foi lançado digitalmente em maio. O formato físico saiu em setembro em parceria com um selo da Rússia e um da Ucrânia, além das fitas cassetes através de um selo Chileno. Quanto orgulho! É o nosso Underground ecoando no exterior.
São quase 50 minutos de audição de um álbum extremamente técnico e que representa muito bem o Thrash Metal dos anos 80. Os maiores destaques aqui ficam a cargo dos maravilhosos riffs de guitarra e do peso e …

Voice of Winter - Childhood of Evil

Imagem
E a França novamente aparece aqui no VIOLENT NOISE. O VOICE OF WINTER é um trio que faz um Progressive Death Metal bem técnico e pesado. O grupo foi formado em 2003 e já lançou três EPs e dois Fulls. “Childhood of Evil”, o segundo e último álbum até o momento, foi lançado em 2016 e é possível afirmar que os meninos fizeram bonito demais.
Com quase 50 minutos de audição e sete composições, a banda traz para os ouvintes músicas de peso, ritmos variados, riffs bem feitos, bateria bem precisa, baixo forte e vocais marcantes. É uma experiência bastante prazerosa a audição deste trabalho.
Seguem os destaques musicais: “View from Sedna” abre o álbum de forma grandiosa, pois começa bem rápida e logo depois fica mais “tranquila”, tem riffs deliciosos e boas variações de ritmo em seu decorrer; “Ladie” tem um riff contagiante e é uma composição ótima; “Chrome”, uma instrumental caprichada; “Childhood of Evil”, a faixa título e a melhor do álbum, é uma composição belíssima, tem um destaque para o…

Guilherme Costa

Imagem
É com grande satisfação que o VIOLENT NOISE realiza mais uma entrevista de peso. Desta vez falamos com o músico GUILHERME COSTA e ele nos relata um pouco da sua trajetória: o interesse pela música, a opção de montar uma carreira solo ao invés de uma banda, o lançamento do seu primeiro Full-length e outros detalhes interessantes.
Confiram a entrevista e prestigiem o trabalho do nosso Underground. Maiores detalhes também podem ser obtidos no Facebook Oficial do músico.
Comente um pouco conosco como começou seu interesse pela música.
Guilherme Costa: Eu comecei a me interessar pela música aos 14 anos, meu avô me ensinou os primeiros acordes no violão e fui treinando aos poucos. Aos 15, quando ouvi Black Sabbath pela primeira vez, meu desejo em aprender guitarra despertou de fato e então comecei a fazer aulas com o professor Joel Nunes. Daí pra frente comecei a levar os estudos bem mais a sério.
Quais suas maiores influências?
Guilherme Costa: Minha maior influência é Tony Iommie posso dize…